Quais as diferenças Rede Social Corporativa e Intranet

Muitas empresas não sabem se optam por estruturar a intranet ou criar uma rede social corporativa. Ambas têm suas vantagens e desvantagens. Para que seja feita a escolha mais adequada é necessário, ter claro o objetivo e em qual das opções se adequam a organização. Conhecer o que cada recurso oferece também influencia e facilita na decisão.

A Intranet e a rede social corporativa apresentam características distintas, porém complementares. As duas buscam compartilhar informação dentro da organização. Independentemente da escolha, precisam ter acompanhamento dos gestores, para que não fuja do seu objetivo e acabe criando conflitos dentro da organização.

 

Diferenças:

  • Intranet– é a rede de computadores que adota uma tecnologia para compartilhar informação dentro daintranet-e-rede-social-corporativa-vantagens-e-desvantagens empresa, especificamente para os funcionários. O compartilhamento da informação se dá de forma verticalizada.
  • IntranetColaborativa (ou 2.0) – versão ampliada da intranet. Neste caso, permite que o funcionário comente a informação repassada pela empresa.
  • Rede Social Corporativa– estrutura na qual a informação é compartilhada de forma horizontalizada. Ela envolve não apenas funcionários, podendo englobar parceiros, clientes, fornecedores, assinantes, seguidores e até mesmo a concorrência. Tem um caráter mais amplo e a produção de conteúdo é aberta a todos os integrantes.

O quadro abaixo apresenta de forma geral as diferenças entre cada uma das redes.

 

Intranet Intranet Colaborativa Rede Social Corporativa
Emissor Funciona como “a voz da empresa”. Normalmente é administrada pelo setor de RH, pela Assessoria de Comunicação ou pela área de TI. O emissor é o mesmo da Intranet. A diferença neste caso é a possibilidade de inserção de comentários e sugestões por parte dos funcionários. Todos os membros da rede são emissores, tendo permissão para postar e produzir conteúdo. Não há hierarquias.
Receptor Apenas os funcionários. É baseada na estrutura top-down. Empregados e ocupantes de altos cargos. O topo da hierarquia da empresa receberá as sugestões e os comentários postados pelos funcionários. Todos os membros da rede. A ideia é potencializar o conhecimento (bottom-up). Elimina-se qualquer nicho de informação.
Ferramenta Software, normalmente com custo de implementação e de difícil modificação. A mesma utilizada na Intranet, mas acrescida de funcionalidades colaborativas. É uma solução híbrida. Software com perfil SaaS (software as a service), que permite interação horizontal.
Objetivo Comunicação top-down, armazenamento de documentos e sistemas  corporativos. Comunicação top-down, armazenamento de documentos e sistemas corporativos, estímulo à participação dos funcionários. Gestão coletiva de conhecimento, resolução de problemas, simplificação de processos, comunicação externa, melhoria da produtividade.
Empresa Modelo clássico. Ela ainda não está preparada para trocas de conteúdo em rede. Modelo clássico, porém já preparada para trocas controladas de conteúdo em rede. Qualquer empresa que tenha interesse em adotar o compartilhamento de conteúdo em larga escala.
Foco Informação Informação

Pessoa

Essas são as diferenças, o importante é analisar com cuidado na hora de decidir qual é a melhor opção. Independente da escolha é necessária adoção das boas práticas na utilização e estimular seu uso para produção de conteúdo adequado às necessidades da organização.

Anúncios

Dicas de ferramentas de Redes Sociais Corporativas

images

As redes sociais Corporativas vieram para ficar. As ferramentas sociais têm criado um grande impacto dentro e fora das empresas e moldado as expectativas e formas de comunicação de funcionários. A necessidade de colaboração, juntamente com a possibilidade de maior integração entre empresa e cliente, a otimização do tempo, transformam as redes sociais corporativas em grande aliada das empresas que querem largar na frente com algo inovador e diferenciado.

Existem diversas ferramentas no mercado que possibilitam criar uma rede social interna em poucos minutos. Confira algumas dicas que selecionei:

Five Social

 

Sua Rede

 

Yammer

 

IBM Connections

Saiba mais sobre Redes Sociais Corporativas

As mídias sociais fazem parte da nossa vida, e com a tecnologia se inovando cada vez mais as organizações buscam ferramentas para otimizar o seu tempo e motivar as novas ideias e participação de todos dentro da empresa. Buscando isso surgiu as redes sociais corporativas, um canal que interage e encoraja todos a dar opiniões e trocar conhecimentos e experiências. Para saber mais assista ao vídeo com o diretor de Marketing e Comunicação da IBM Brasil, Mauro Segura.

Redes Sociais Corporativas

Quando falamos sobre o tema organizações que aprendem, colaboração, inovação, logo se pensa no assunto do momento – as redes sociais! Após a febre das redes para uso pessoal e também as redes sociais específicas utilizadas para networking, aparece uma nova modalidade mais conhecida como redes sociais corporativas. Foram Inspiradas nos sites de relacionamento comerciais, como Facebook e Twitter, elas contém uma série de características inovadoras, que podem contribuir para a comunicação entre os funcionários.

 

O que é uma rede social corporativa?

Redes sociais são plataformas online que reúnem pessoas em torno de um interesse. Já as redes sociais corporativas reúnem também em uma plataforma online profissionais, clientes, fornecedores e parceiros. Em alguns casos, as redes sociais corporativas reúnem apenas os profissionais dentro da organização, sem expandir o acesso para fora da empresa. Cada colaborador conta com um perfil na ferramenta, no qual é possível publicar informações, vídeos, fotos, criar eventos, iniciar debates e criar vínculos com outros colaboradores, complementando as intranets.

Uma rede social corporativa é considerada um instrumento estratégico voltado para o ambiente de trabalho e utilizado principalmente para auxiliar na comunicação interna. A sua principal característica é a rapidez com que dissemina informações quando comparado a outros veículos internos. Além disso, proporcionam uma plataforma colaborativa de trabalho e uma importante fonte de aprendizado para os integrantes de uma organização. Além de proporcionar um ambiente mais integrado, outra característica que ajuda a definir o que é rede social corporativa é o estímulo ao colaborativismo. A ferramenta pode comportar discussões sobre produtos, processos e serviços da organização, encontrando soluções com a ajuda da equipe. Com as contribuições dos colegas, a inovação fica muito mais próxima da organização.

Outras vantagens relacionadas à utilização das redes sociais corporativas são o ganho de velocidade na execução de processos internos e a facilidade de acesso. É um meio que encoraja a participação, a interação e o compartilhamento de informação entre os integrantes e pode contribuir ainda para diminuição do rigor imposto pela hierarquia, visto em algumas organizações. Proporcionando assim um caminho mais aberto para a implantação de uma gestão mais participativa. As interações entre os colegas geram também um grande banco de dados interno, com registro automático nos servidores da ferramenta. Se o RH busca um colaborador com uma competência específica, ele pode pesquisar dentro da rede social corporativa quem tem essa aptidão, por exemplo. Os gestores também podem usar a solução para armazenar informações relevantes, como escalas de trabalho e comunicados, facilitando o acesso dos funcionários.

Redes sociais corporativas, no entanto, não substituem o essencial ­contato face a face com os integrantes e o convívio social presente nas relações do trabalho. E exatamente por se tratar de um espaço de livre comunicação, ela necessita de certo acompanhamento. A autonomia dada aos integrantes com acesso à ferramenta também tem potencial para evidenciar insatisfação e acentuar conflitos internos. Cabe a organização executar o papel de moderação dessa rede social. Implementar uma rede social corporativa pode requerer um certo período para adaptação e aprendizado. Engajar figuras de liderança, desenvolver orientações de uso e o respeitar a cultura.

Muitos gestores ainda pensam que essas ferramentas podem atrapalhar, dada a semelhança com os sites de relacionamentos. Porém, é possível adaptar essas soluções aos interesses da organização. Utilizada corretamente, as redes sociais corporativas estimulam a produtividade. Elas podem reduzir o uso de e-mail e telefone, gerando economia de tempo e de dinheiro. Além disso, uma fonte de informações oficial faz com que os colaboradores da empresa fiquem mais conectados com as novidades, o que poupa tempo e deixa o trabalho mais assertivo.

Case de sucesso – Boehringer Ingelheim

A tecnologia é uma grande aliada na gestão do tempo, mas também pode ser uma ferramenta que atrapalha e diminuí concentração. Com a facilidade que temos para conseguir informações é possível otimizar o tempo e aumentar a produtividade porém é necessário ter disciplina e mensurar o que é prioridade. Cabe ao gestor da área observar as dificuldades e direcionar a equipe para o caminho certo.

Case de sucesso

Empresa:

O gestor da área de operações clínicas, Fábio Rodrigues da Boehringer Ingelheim, uma das maiores farmacêuticas do mundo, tomou a decisão de implementar um programa de redução de e-mails. A equipe foi treinada a usar melhor o MS Outlook, foi compartilhado as boas práticas de e-mail e a área definiu métricas do volume de e-mails. O objetivo era reduzir o numero de mensagens e otimizar a rotina.

O gestor acompanhou e reforçou as métricas durante todo o trabalho, mensalmente enviava à equipe um gráfico com o status do projeto e conduzia uma reunião de feedback individual, reforçando para os funcionários que o objetivo não era privá-los de enviar e-mails, fiscalizá-los ou simplesmente desmotivá-los e sim otimizar o tempo e produtividade de todos. A iniciativa tornou a equipe mais dinâmica e a estimulou a encontrar soluções criativas para problemas do dia a dia.

O processo conseguiu reduzir em 30% o volume de e-mails durante um ano, resultando em uma economia de aproximadamente 1,5 mês de trabalho.

Como mostrou o a empresa acima é possível fazer da tecnologia uma aliada sem que ela atrapalhe as atividades, apenas usando da maneira certa.

10 dicas de Ouro para a Gestão do Tempo

A gestão do tempo se tornou essencial em qualquer área, com as rotinas diárias no trabalho que muitas vezes tomam mais tempo, ficou difícil ter uma vida pessoal saudável. Com disciplina e foco é possível ter tempo para tudo e melhorar sua produtividade no trabalho.

O Coach Wendell Carvalho da Kairos Treinamentos dá 10 excelentes dicas para melhorar sua gestão do tempo.