Case de Sucesso – “Danone aposta nos jovens talentos”

Uma empresa que tem seguido essa linha “premissa” é a Danone Brasil – organização que conta com cerca e 3, 4 mil funcionários internos, sendo 13 mil colaboradores indiretos. A companhia atua no Brasil há mais de 40 anos, no segmento de produtos lácteos frescos e se consolidou como sinônimo de iogurte. Suas duas fábricas no Brasil, estão localizada em Poços de Caldas (MG) e Maracanaú (Ceará).

Em uma entrevista com a Gerente de R.H da Danone, ela diz que os colaboradores da empresa devem ser empreendedores e ter ambição. Precisam se sentir donos do negócio, para que a empresa cresça a cada quatro anos de forma significativa, pois mais do que fazer um processo seletivo padrão, a essência está em buscar o diferencial.

Jovens talentos da Danone

“A Empresa busca conhecer o perfil de cada candidato, estudando como sairão nas atividades diárias, em linha com a missão da empresa de levar saúde e nutrição ao maior número de pessoas”, discorre a gerente de RH.
Dentro dessa postura de Gestão de Pessoas, a organização busca valorizar a autonomia e as atitudes empreendedoras, características necessárias a um ambiente exigente e desafiador, proporcionado por uma empresa de crescimento acelerado, e isto traz grandes oportunidades de crescimento e desenvolvimento para as pessoas dentro da Danone. Isso, por sua vez, faz com que a empresa recrute jovens que estão em sintonia à sua cultura organizacional.

Veja a entrevista completa no link: http://www.rh.com.br/Portal/Recrutamento_Selecao/Materia/9525/empresa-deleta-o-tradicionalismo-para-captar-jovens-talentos.html

Secesso Garantido

A rede de fast-food Mc Donald’s contrata em média 2000 profissionais por mês, tarefa árdua para equipe de recrutamento e seleção. É funcionários que entram e saem constantemente, gente que muitas das vezes é treinado para executar tal função e acaba nem colocando suas habilidades e o que aprendeu em prática.

 

 

  •   Motivo de insucesso: A falta de eficiência no processo de recrutamento era um caso de insucesso, por investir cerca de 20 milhões de reais em treinamento por ano, o que a rede de fast-food precisava naquele momento era foco e profissionais qualificados para recrutar e selecionar funcionários para o cargo de atendentes de seus restaurantes.
  •   Sucesso garantido: A rede de fast-food então resolveu investir na centralização do processo, reduzindo os custos com treinamento, uniformes e materiais, e em cerca de 12 meses o turnover caiu cerca de 20%.

A princípio os responsáveis para fazer o processo de recrutar e selecionar eram dos gerentes de restaurante, na verdade eles faziam todo o processo, desde divulgar a vaga, até o processo final de contratação.

Então a rede de fast-food da Argentina teve a idéia de padronizar e otimizar a contratação, levando a idéia então para todos os restaurantes da américa latina.

Agora em cada restaurante existe um gerente recrutador, e um sistema para agilizar a captação de candidatos foi implantado, a centralização do recrutamento trouxe um incremento a mais para o processo de seleção com a inclusão de dinâmicas de grupo, que antes não acontecia, segundo Sheila Leme, gerente de recursos humanos da rede “ Na dinâmica é possível identificar as características comportamentais dos candidatos que podem ser mais bem aproveitadas em determinadas áreas do restaurante”

Outro benefício foi à padronização, que acabou gerando maior sintonia entre a empresa e os contratados. “Ficou mais fácil escolher as melhores pessoas e, entre elas, as mais alinhadas com o nosso negócio”, diz Sheila Leme, gerente de recursos humanos da rede.

Aqui no Brasil essa pratica foi adotada por volta de 2006 e o projeto já está em fase final.

 

Abaixo veremos um slide, onde teremos dicas de Recrutamento e seleção  da autora Lucinea Lima Lacerda.

 

http://recrutamento-pessoas.blogspot.com.br/2011/10/case-mc-donalds.html

 

Seleção de Pessoas

Recrutamento e seleção de pessoas é a maneira pela qual uma empresa se organiza para gerenciar e orientar o comportamento humano no trabalho. Cada organização em particular estabelece seu próprio sistema de recrutamento e seleção diante de suas necessidades.

Devemos sempre estar preparado para um bom processo seletivo, fique sempre atendo na fala, na postura, no vestir, no perfil da empresa, o que a empresa procura e o que o candidato tem a oferecer para preencher a vaga.

Cases de Insucesso – Nike x i2 Technologies.

Existe vários fatores de insucesso, entre eles estão: lançamento de um novo produto, nova marca na empresa, de um site, um novo projeto, um novo trabalho, encarar um processo seletivo, em qualquer exercício que seja, tudo que for desenvolvido, planejado, executado esta sujeito ao resultado contrário.

Exemplo disso esta a Nike x i2 Technologies.

Em 2000, o sistema ERP i2 trouxe perdas de 100 milhões de dólares em vendas, quedas de 20% nas ações e uma avalanche de processos à Nike. Isso graças a uma tentativa para lá de frustrada de integrar ERP, planejamento de supplychain(cadeia de suprimentos) e CRM em um único sistema super herói.

A avaliação posterior do projeto mostrou que a Nike tinha planejado o projeto mal, que pessoas-chave tinha sido deixadas de fora, e que a equipe foi mal treinadas em relação ao sistema e seu valor comercial.

Para as demais companhias norte-americanas foi uma lição de infortúnio e alerta. “Para aqueles que pretendem seguir esse tipo de coisa: nós nos tornarmos um marco [para implementações fracassadas].” – Roland Wolfram, vice-presidente de operações globais e tecnologia da Nike.

Fonte: http://egt114.blogspot.com.br/