Intranet – Websites

A maioria das pessoas sabe das vantagens que uma intranet pode trazer para a organização: Possuir um ambiente único, onde todos os colaboradores encontram as informações que precisam para executar suas tarefas e ainda se relacionam entre si, é ótimo para tornar os processos internos mais eficientes e o relacionamento entre os diferentes departamentos da empresa mais fácil. Porém, é necessário dar o passo inicial e planejar a implantação. Em seguida, é necessário traçar uma boa estratégia para fazer a intranet ser um sucesso. Pensando em auxiliar, reuni neste documento algumas recomendações importantes.

Como transformar ações de intranet em aumento de vendas

Portal Intranet – Prêmio Intranet Portal 2014/15

Intranet Expresso – A Solução da MMCafé para Intranets

Anúncios

Apps que irão te ajudar !!

Hoje em dia é difícil alguém que não tenha um aparelho de celular no bolço ou na bolça.

Visando a “falta de tempo”,  ou a má administração dele, a revista Exame através da escritora Talita Abrantes publicou uma matéria onde com a ajuda de especialistas, listou dez aplicativos que te ajudarão na melhoria da administração do seu tempo.

A baixo os 10 apps que te ajudarão na administração do seu tempo, mas vale clicar no link abaixo para saber um pouquinho mais sobre eles:

  • Evernote
  • Sleep Cycle
  • Smarts
  • Free Time
  • Remember the milk
  • Freedly
  • Voice reader
  • Instapaper
  • Neotriad
  • Dropdox

http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/10-apps-para-organizar-o-tempo-e-a-vida-no-trabalho#11

A Segurança da Informação

segurança da informação diz respeito à proteção de determinados dados, com a intenção de preservar seus respectivos valores para uma organização (empresa) ou um indivíduo.

Podemos entender como informação todo o conteúdo ou dado valioso para um indivíduo/organização, que consiste em qualquer conteúdo com capacidade de armazenamento ou transferência, que serve a determinado propósito e que é de utilidade do ser humano.

Atualmente, a informação digital é um dos principais produtos de nossa era e necessita ser convenientemente protegida. A segurança de determinadas informações podem ser afetadas por vários fatores, como os comportamentais e do usuário, pelo ambiente/infraestrutura em que ela se encontra e por pessoas que têm o objetivo de roubar, destruir ou modificar essas informações.

Confidencialidade, disponibilidade e integridade são algumas das características básicas da segurança da informação, e podem ser consideradas até mesmo atributos.

  • Confidencialidade– Diz respeito à inacessibilidade da informação, que não pode ser divulgada para um usuário, entidade ou processo não autorizado;
  • Integridade– A informação não deve ser alterada ou excluída sem autorização;
  • Disponibilidade– Acesso aos serviços do sistema/máquina para usuários ou entidades autorizadas.

Toda vulnerabilidade de um sistema ou computador pode representar possibilidades de ponto de ataque de terceiros.

Esse tipo de segurança não é somente para sistemas computacionais, como imaginamos. Além de também envolver informações eletrônicas e sistemas de armazenamento, esse tipo de segurança também se aplica a vários outros aspectos e formas de proteger, monitorar e cuidar de dados.

A20121130084618_seguranca2

Políticas de Segurança

A política de segurança diz respeito às regras que devem ser elaboradas e seguidas pelos utilizadores dos recursos de informação de uma empresa.

A formação de um conjunto de boas práticas de mercado, com o objetivo de desenvolvimento de uma política/cultura de segurança é essencial para qualquer tipo de empresa que necessite desse trabalho, já que a informação é um dos ativos mais valiosos de uma organização.

As decisões relacionadas à segurança que o administrador da organização toma, determinam quão segura a rede de sua corporação é, quantas funções ela irá disponibilizar e como será a sua utilização. Por isso, é preciso determinar metas de segurança. Em qualquer política de segurança, existem duas diretrizes: a proibitiva, que quer dizer que tudo que não é permitido é proibido, e a permissiva, onde tudo que não é proibido é permitido.

Para a montagem de uma política de segurança, devemos levar em consideração alguns fatores, como os riscos e benefícios associados à falta de segurança e os custos de implementação dos mecanismos.

Por que se preocupar com a segurança da informação?

Computadores são fontes de inúmeras tarefas, como armazenamento de dados, comunicação (emails, chats e etc), transações financeiras (pagamento de contas, compras e etc), que podem ter cunho pessoal ou comercial (uso de organizações).

Alguns fatos podem acontecer por falta de uma segurança adequada, como o furto de senhas e números de cartões de crédito, dados pessoais ou comerciais podem ser alterados, a conta de acesso à internet ou sistema operacional utilizados por pessoas não autorizadas e, por último, o computador pode até deixar de funcionar, por comprometimento e corrompimento de arquivos essenciais.

Existem diversas razões para que um terceiro queira invadir um sistema ou máquina, como:

  • Utilização para fim de práticas ilegais;
  • Utilização do computador de outros para promover ataques;
  • Destruição de informações;
  • Disseminação de spams;
  • Furto de números de cartões de crédito e senhas de banco;
  • Furto de informações salvas nas máquinas.

Políticas de Senhas

A senha é a forma mais convencional de identificação e acesso do usuário. Se um terceiro tem acesso a sua senha, ele poderá utilizá-la ilegalmente ou para se passar por você.

Em determinadas corporações, pode existir a chamada ‘política de senhas’, que tem como regras as seguintes observações:

  • Adotar um padrão de prazo de validade das senhas (30, 60 dias, por exemplo), que obriga o usuário a renovar as suas senhas nesse período;
  • Proibir a repetição de caracteres. Por exemplo, se a senha era ‘123hut’, a próxima senha tem que ter caracteres diferentes, ou pelo menos 60%;
  • Obrigar a inserção de quantidade de letras e números. Por exemplo, a senha deve ter 4 números e 4 letras;
  • Criar uma lista de senhas que não podem ser utilizadas.

ISO/IEC 17799/2007 – 27002

É uma norma de Segurança da Informação que foi revisada em 2005 pela ISO e pela IEC e atualizada em 2007. Ela estabelece princípios para a gestão de segurança da informação de uma organização, e também pode servir como um guia prático de desenvolvimento de procedimentos para empresas.

Entre as principais seções, estão:

 A Segurança da Informação e a gestão de pessoas e processos.
A Strong Security Brasil, fornecedora de soluções e serviços de Segurança da Informação, alerta para a necessidade das empresas investirem na implementação de segurança da informação com atenção na gestão de pessoas e processos. Sem isso, mesmo tendo as melhores tecnologias, os resultados não serão o esperado.

Para o diretor da Strong Security Brasil, Dario Caraponale o maior desafio dos gestores de Segurança da Informação é garantir o processo continuo, recomendado pelas normas de segurança da informação, porém o monitoramento efetivo vem sendo o maior gap com um plano de respostas a incidentes que levem em conta o tripé da segurança da informação: as pessoas, os processos e as tecnologias. “Somente assim será possível avançar rumo à uma Segurança da Informação com resultados positivos com indicadores e retorno dos investimentos, independente das ferramentas utilizadas”, afirma o executivo.

TI para as dimensões da gestão de pessoas e o novo papel do RH

Para analisar a contribuição da tecnologia da informação para os novos modelos de gestão de pessoas, foram identificadas na literatura, em pesquisas e segundo a avaliação dos autores, as soluções de TI que têm potencial de catalisar o processo de evolução de tais modelos nas organizações. Para tanto, as soluções de TI foram relacionadas com as diferentes dimensões dos novos modelos de gestão de pessoas e com os papéis do novo RH. Para fins deste trabalho, o conceito “soluções de TI” é amplo, ora remetendo a uma única tecnologia, ora agrupando diversas tecnologias e ferramentas afins. O agrupamento das soluções de TI foi realizado com fins meramente didáticos para facilitar o relacionamento proposto e orientar a escolha das melhores soluções para o problema específico de cada organização, sem se deixar enganar por promessas de panacéias tecnológicas. A complexidade do mercado de tecnologias e ferramentas e a necessidade de facilitar a compreensão do emaranhado de siglas e de termos amplamente utilizados em TI reforçam a necessidade do agrupamento das soluções de TI, que foi realizado de acordo com suas características básicas e objetivos primários.

Segurança da Informação | Gestão de Pessoas

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO | Segurança da Informação – Gestão de Pessoas

  • 1) Qual a importância da segurança da informação em gestão de pessoas?

Segundo o estudo de caso de Leandro de Deus Pereira e Deves Marcio S Martins do Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora – MG, a informação é considerada como o maior bem de uma organização atualmente, por isso há uma necessidade crescente de protege-la, e em resultado a uma pesquisa com diferentes profissionais de instituições sobre o tema é possível notar a ocorrência de elevado percentual de usuários explorados pela engenharia social gerando portanto fragilidade no processo de segurança da informação, e é possível perceber ausência ou falha na política de segurança da informação das instituições, onde é necessário que trabalhos de conscientização seja realizado com os usuários da área, e receber mais atenção para melhor proteger a informação.

A informação nos dias de hoje é considerada como um dos maiores patrimônios de uma organização, por isso há uma necessidade crescente de protege-la. Entretanto, seus esforços para promover a proteção das informações têm sido direcionados aos recursos físicos e lógicos, tornando-se aparentemente, cada vez menos vulneráveis aos atacantes.

Os três componentes da segurança da informação são: Pessoas, Processos e Ferramentas.

Pessoas: São elementos mais importantes na gestão da segurança. Deve se tratar com as pessoas os assuntos relacionados a esta área e estabelecer seus papeis e responsabilidades na organização.

Processos: São elementos que bem definidos, tornam a segurança da informação uma responsabilidade de todos, não apenas da equipe de segurança.

Ferramentas: São os recursos físicos e lógicos da segurança, utilizados para dar suporte aos processos na organização. Tem como objetivo facilitar a aplicação das políticas de segurança da informação.

  • 2) Uso da tecnologia em Gestão de Pessoas.

Segundo um estudo de caso realizado pelas alunas do Departamento de Administração e Economia – UEPB, a implementação da tecnologia da informação vem sendo considerada uma maneira de viabilizar novos arranjos organizacionais da gestão de pessoas. Estes sistemas possibilitam o amplo acesso do funcionário a informações relevantes para a administração de seu relacionamento com a organização (MASCARENHAS, 2003). A tecnologia pode ser utilizada para automatizar operações. O objetivo é substituir o esforço e a qualificação humanos por uma tecnologia que permita que os mesmos processos sejam executados, a um custo menor, com mais controle e continuidade. Como princípio básico, é preciso se entender que as novas tecnologias existem como meios de transformação organizacional nas empresas. Outro ponto favorável ao emprego da tecnologia da informação na gestão de pessoas diz respeito a função dos recursos humanos, na análise de mudanças do fluxo de trabalho, e das responsabilidades dos cargos resultantes, outro aspecto é o estabelecimento da segurança e da confiabilidade dos sistemas de informação de uma empresa, além da qualidade do software, é importante ter-se em vista o grau de comprometimento de todas as pessoas envolvidas na implementação, por isso, despertar uma consciência de qualidade e segurança tornou-se uma importante função para o setor de recursos humanos.

As novas tecnologias disponíveis têm alterado a forma de se fazer negócios e o modo como organizamos as empresas, os processos de trabalho, provocando profundas alterações na maneira de educar e treinar as pessoas. Toda mudança implica novos caminhos, abordagens e soluções. Ela significa uma transformação que pode ser gradativa e constante, rápida e impactante. A mudança quando feita adequadamente capacita a organização a manter sua viabilidade e competitividade em um ambiente mutável e incerto. Mas de nada adianta pretender fazer mudanças organizacionais ou culturais sem antes preparar as pessoas para fazer com que essas aconteçam realmente em seus comportamentos e práticas, ou seja, as mudanças reais dentro da organização somente ocorrem a partir das pessoas. Com a globalização e facilidade de comunicação entre os cenários econômicos a estabilidade e previsibilidade pertence ao passado, pois a tecnologia está modificando o trabalho nas organizações, o que permite aumentar a amplitude de controle dos administradores e achatar a hierarquia das organizações, além de esta tornando-as mais ágeis e maleáveis.

Aluna: Jaqueline Aparecida Capilla – MBA Gestão de Pessoas – Unisal

Tecnologia da Informação

                          

                                                                                                 

 

 

Docente: Marcos Trevisan

Qual a importância da segurança da informação em Gestão Pessoas?

Diante do avanço tecnológico no mundo ,as organizações tiveram que se adequar,estabelecendo políticas e procedimentos de segurança fundamentais para a gestão da informação e comunicação.

Ela evoluiu e tem importância porque alem de não estar mais focada em confidencialidade da informação apenas,ela abrangeu mais requisitos como assegurar disponibilidade,integridade, a autencidade das informações, ou seja no mundo atual todas as organizações busca esses requisitos comunicações seguras,dos sistemas seguros e de técnicas que possui manipulações e armazenamentos seguros das informações estratégicas.

Um exemplo que podemos observar a importância da segurança da informação é : A Advocacia-Geral da União – AGU foi criada pela Constituição de 1988, figurando como uma das funções essenciais à justiça. Tem como objetivo assessorar o Presidente da República em assuntos de natureza jurídica, além de representar judicialmente a União em atividades de consultoria. Para executar suas atribuições com segurança a AGU precisa conhecer suas informações para traçar estratégias jurídicas.

A AGU mostra a importância da segurança da informação ,que é garantir as informações estratégicas ,que estejam protegidas e disponível ao processo estratégico do negocio. E com essa implantação de segurança da informação atingi os seguintes aspectos:

Confidencialidade: apenas pessoas autorizadas podem acessar as informações;

Integridade: garantia que dados e sistemas estão corretos;

Disponibilidade: usuários autorizados devem ter acesso às informações necessárias; Confiabilidade: a imagem da instituição deve ser protegida.

Conclui que a segurança da informação é proteger as informações em diversos setores de ameaças ,onde ela minimiza os danos maximizando o retorno dos investimentos.

Como utilizar Tecnologia Informação em Gestão de Pessoas?

Utilizamos atualmente o TI  desde o recrutamento como desligamento dos profissional ,pois dependemos da tecnologia, um exemplo que se  tem é:Recrutamento baseado em web,a integração como linkedin, o mais comum é a ferramenta  e-learning que se refere a uma modalidade a distancia, através  e-learning  reduz os custos das  organizações em questão de treinamentos.

“Quem tem o conhecimento e sabe como utilizá-lo em seu beneficio, tem o poder.” POLLONI (2000)

Bibliografia:

Disponível em:

FIA – Fundação Instituto de Administarção,http://portal3.tcu.gov.br/portal/pls/portal/docs/2055726.PDF

RH Debates,http://rhdebates.net.br/artigos/20-espaco-do-conhecimento/2544-ti-e-rh-andando-juntos-.html

Scielo 2005,http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1415-65552005000100007&script=sci_arttext