Veja aqui como criar um Wiki!

É possível criar um Wiki de forma simples e sem grandes investimentos financeiros, quer saber como? Encontrei dois vídeos que ensinam como criar um Wiki. O primeiro é um tutorial de como criar um Wiki no PBWORKS e apesar de ser antigo e a cara do site estar diferente, ainda é possível utiliza-lo como base para criar. Este link te direciona para a página de criação, se preferir.

O vídeo abaixo ensina como criar um Wiki no Zoho, que é bastante simples.

Ainda existe a possibilidade de optar por soluções completas (que precisam de investimento financeiro) como da Locaweb (cases)  ou da Office (cases) e também criar um Wiki – wiki locaweb – wiki office.

Segue outros links que podem ajudar na criação de um Wiki:

MediaWiki

Como criar uma wiki

Crie sua própria wiki gratuitamente

Wikia

Como criar sua própria wikipédia?

PHP Wiki

PmWiki

Wiki Corporativo: Casos de Sucesso

É difícil encontrar casos de sucesso/insucesso especificamente sobre Wiki Corporativo. Selecionei três estudos de caso sobre o tema, que podem ser considerados casos de sucesso pois trazem em suas considerações finais resultados positivos para o caso em questão.

O primeiro selecionado são slides que encontrei em pdf do trabalho de conclusão de curso da aluna Juliana Camargo Souza Macedo, intitulado “Wiki como ferramenta de Gestão do Conhecimento: um estudo de caso na biblioteca Amadeu Amaral.” Os slides deixam claro que a organização se beneficiou muito com a implantação de um Wiki Corporativo para auxiliar na Gestão do Conhecimento. Conforme a pesquisa, 92% dos colaboradores se sentem motivados a colaborar com a nova ferramenta de gestão. A autora ainda lembra que para ter sucesso, é preciso trabalhar no Wiki diariamente.

O segundo é o artigo “USO DE WIKI PARA MELHORIA DE PROCESSOS: O CASO DA VALE” escrito por Alexildo Velozo Vaz e Diana Pierre do Nascimento. Esta é uma opção de leitura com mais conteúdo, tanto de definições e referencias bibliográficas como em relação ao estudo de caso, que tem mais detalhes. Nas conclusões eles destacam: “Como pontos de atenção, destacam-se a necessidade de envolvimento das pessoas interessadas (stakeholders) desde o inicio dos projetos; a importância de ter um objetivo claramente definido para o uso final da wiki e a necessidade deste objetivo estar inserido no processo de trabalho para alavancar a adesão dos participantes.”

O último selecionado, encontrado no slideshare, é uma ótima pedida para quem tem interesse em aprofundar a leitura sobre Wikis em organizações familiares: “Wiki como ferramenta de colaboração em empresas familiares – estudo de caso“, trabalho de 2012 de Francisco Aparecido da Silva. Seguindo a mesma linha do anterior, tem bastante referencial teórico e um estudo de caso de implantação de Wiki em uma empresa familiar.

Case: Implantação do “SharePoint Server 2013” na Intranet Corporativa da TECK

Sobre a Teck

Teck é a maior companhia de recursos diversificados do Canadá, comprometida com a mineração responsável e desenvolvimento mineral. Produz materiais como o cobre, carvão siderúrgico, zinco e energia, além de desenvolver atividades relacionadas à mineração e processamento de minerais, incluindo exploração, desenvolvimento, fusão, refinação, proteção ambiental, gestão de produtos, reciclagem e pesquisa. É um importante produtor de metais especiais como o germânio e índio.

teck-resources-limited-logo-600x244
Fonte: http://www.teck.com

Sua sede localiza-se em Vancouver, no Canadá, e possui aproximadamente 11.000 funcionários em todo o mundo, possuindo 13 minas no Canadá, Estados Unidos, Chile e Peru. Operam um grande complexo metalúrgico, sendo parceiros em instalação de energia eólica.

A Intranet Corporativa na Teck

A empresa optou pelo uso da ferramenta da Microsoft “Share Point Server 2013” em sua intranet corporativa, a fim de centralizar as informações de suas muitas filiais espalhadas pelo mundo, permitindo um ambiente multilíngue. De acordo com os Consultores da Microsoft Pedro Gonçalves (Arquiteto do Share Point nos Serviços de Consultoria da Microsoft (MCS)), Vinícius Monte (Consultor Sênior do MCS), e Paulo Araújo (Consultor Sênior do MCS), “Os requisitos eram complexos e desafiadores. Nós sabíamos que isso teria que ter um planejamento cuidadoso e design além de um compromisso real da Teck para concluir este projeto. O aspecto da migração para o Share Point Server 2013 por si só, foi significativo”. Anterior ao Share Point Server 2013, a Teck tinha no comando de sua intranet corporativa o Share Point Server 2010. Porém, com a expansão de sua estrutura, escritórios como o de Santiago no Chile acabaram por não se incorporarem à intranet, além do fato de que a empresa começou a criar diversos sites de intranet em toda empresa, descentralizando assim cada vez mais as informações. Tudo isso culminou no fato de que o cenário era de conteúdos desatualizados, de baixa qualidade e de difícil acesso – além de não permitir acesso multilíngue ou específico do local.

Principais objetivos do projeto

De acordo com o artigo publicado no próprio site da Microsoft (https://technet.microsoft.com/pt-br/library/dn500745.aspx), a Teck definiu a seguinte declaração de missão para o projeto: “Desenvolver um novo site de intranet, bilíngue, global que será uma fonte central relevante, intuitiva e simples para comunicações corporativas, gerenciamento e promoção do compartilhamento da informação, e uma fundação para promover a cultura e a comunidade na Teck. A nova intranet corporativa do Share Point Server 2013 na Teck é será um hub global que permite aos funcionários encontrar rapidamente conteúdos relevantes, além de visualizar e publicar tanto o conteúdo multilíngue quanto o conteúdo personalizado baseado na localização.” Os objetivos do projeto, a principio, eram de criar um conteúdo dinâmico de vários locais, centralizar os conteúdos, ativar visualização e criação de conteúdo de idioma neutro e multilíngue e a alternância da preferência de localização e idioma, e contruir uma navegação personalizada e baseada em cada localidade.

Sanando os problemas pré-existentes

Com a implementação do projeto, a Teck passou a ter um site da intranet corporativo que permitiu aos funcionários a visualização do conteúdo corporativo (global) e o específico (local), tudo isso no mesmo site e no idioma de sua localização – Essa abordagem em diversos idiomas e locais foi possível pelo uso de recursos personalizados baseados na função, permissões, e localização. O site apresenta apenas conteúdo relevante e disponível para um usuário específico. Os usuários visualizam conteúdos relevantes no nível local e global e, até certo ponto, conteúdo baseado na função. Isso reduziu o número de páginas exibidas aos usuários e eliminou a necessidade de examinar as páginas de conteúdo sem sentido para encontrar conteúdo relevante. O conteúdo global destina-se a todos os funcionários da Teck, é criado em inglês, e traduzido para o espanhol. O conteúdo local destina-se aos funcionários da Teck, com base na localização (Vancouver ou Santiago) e é específico para o local. O conteúdo local é de idioma neutro e não é traduzido para outros idiomas. O novo site é organizado com base na estrutura informativa do conteúdo. O conteúdo é agrupado por tipo — por exemplo, “Notícias” e “Políticas e Procedimentos” — não pelo departamento ou grupo que o fornece. Na nova estrutura, o conteúdo é agrupado em categorias novas que atendem a diferentes provedores. Para combinar todos os sites existentes em uma intranet centralizada, cada entidade forneceu seu próprio conjunto de sites. A figura a seguir mostra todos os conjuntos de sites e as relações de lógica entre eles.

teck teck
Fonte: https://technet.microsoft.com/pt-br/library/dn500745.aspx.

Dessa forma, houve a garantia de que toda a arquitetura desenhada seja dimensionada e, conforme o conteúdo, aumentada.

Recurso de variações – Idiomas

Quanto ao conteúdo multilíngue, a empresa criou o conteúdo em um idioma principal, e depois se pôs a traduzi-lo conforme necessário, isso pelo recurso de variações, que o SharePoint Server 2013 propicia.

Cada conjunto de sites na intranet é configurado para criação e publicação de conteúdo com rótulos de variação para cada idioma em que o conteúdo será traduzido. Cada conjunto de sites pode hospedar sites que não utilizam variações. O conteúdo criado nesses sites é considerado de idioma neutro e não é traduzido

Fonte: https://technet.microsoft.com/pt-br/library/dn500745.aspx.

Resultados obtidos com o SharePoint Server 2013

Em substituir de sua antiga intranet corporativa pelo SharePoint Server 2013, a Teck pôde gerenciar de forma mais simples os processos da intranet, reduzindo por exemplo a duplicação de conteúdo. Essa mudança permitiu, dentre os aspectos já mencionados, que os usuários acessem uma única fonte para obterem informações e notícias de toda a empresa,  gerando integração entre as informações de nível global e as locais em uma única view.

O que são wikis? [vídeo]

Encontrei esse vídeo que explica com uma linguagem super simples o que são os Wikis Corporativos. Foi adicionado pelo Pedro Quintanilha e complementa meu primeiro post sobre o tema. É um vídeo curto que mostra como o Wiki é uma ótima ferramenta para disseminar o conhecimento colaborativo, podendo também facilitar o planejamento de equipes. Basicamente o vídeo explica sobre os principais botões da ferramenta: editar e salvar.

“Podemos trabalhar estratégias de marketing digital com wikis de diversas formas, uma forma simples é ter em seu site um espaço onde seus clientes possam colaborar através de sugestões, sugerir modificações em seus produtos e serviços, apoiar ou sugerir algum projeto e construir junto com você aquilo que desejam. É uma forma de aproximar a empresa ainda mais dos consumidores,nesta era da informação são os consumidores que estão tocam a música, as empresas dançam.”  (fonte: Pense Marketing Digital – vale a pena conferir!)

Possibilidades na Gestão do Conhecimento: Intranet.

gestao_sistemicaAtualmente, existe uma dificuldade instaurada em todas as organizações de manterem o conhecimento na organização. As pesquisas mais atuais publicadas em renomadas revistas do pais e do mundo indica que aqueles colaboradores declarados como talentos (aqueles que se destacam pela aplicação de algo ou por serem visionários – o conceito talento é particular de cada organização, pois deve ter como principio a visão, missão e valor de uma organização), ficam em uma organização por aproximadamente 5 anos, depois buscam novos desafios. Esses talentos fazem a diferença, e como a organização pode utilizar as ferramentas de TI para auxiliar na gestão do conhecimento, para que, toda a carga que esse talento deixar na organização, seja aprimorada por outros talentos, mas que não haja re-trabalho na busca de uma solução, e sim na evolução de processos e projetos. Isso traduz o que toda a organização busca: a produtividade, a entrega do colaborador e a evolução constante para ser inovadora e não ser engolida pelo mercado competitivo.

Garantir a gestão do conhecimento é um grande desafio! Temos que investir em pessoas e garantir que essas pessoas queiram gerir conhecimento para que haja evolução de todos. Ao conhecer e doa esse conhecimento, o colaborador terá mais espaço para ir além, mas isso precisa de conscientização, internalização da nova cultura, patrocínio da alta direção e também dos gestores e líderes.

O papel da gestão do conhecimento é dar  condições aos colaboradores e para que esses consigam depositar todo o seu potencial criativo, colaborativo e também de contribuição para os fluxos e conhecimento das empresas. A tecnologia da informação proporciona explorar novos mundos a partir de soluções de infraestrutura, como as redes de computadores, integração nos softwares e canais de comunicação claros.

Teorias atuais e vários princípios ensinam os gestores a utilizarem a gestão do conhecimento (vide link). O foco dessa pesquisa é ampliar o quanto a dimensão tecnológica por auxiliar na gestão do conhecimento. Com essa visão, o papel principal da Tecnologia da Informação na gestão do conhecimento é dar alcance, possibilidades, sintetizar, concentrar e acelerar a chegada do conhecimento para o cliente final, para o colaborador interessados. Uma organização com esse principio consegue utilizar o Share Point para postar arquivos que dê visibilidade a projetos e processos unificados com outras áreas. Bibliotecas digitais garantem a publicação de artigos e textos internos falando de projetos, projetos, seminários, eventos externos e outros. Páginas de intranet multifuncionais, onde colaboradores possam postar experiências diferenciadas em sua área e dar visibilidade ao trabalho. Isso garante um início para a gestão do conhecimento atrelada a histórico. Toda organização pode incentivar práticas como essa. Atuações como essa proporcionam a organização uma gestão sistêmica de projeto e amplia a visão de seus colaboradores.

Toda essa reflexão foi realizada a partir da leitura da tese de pós-graduação com o título “INTRANETS, PORTAIS CORPORATIVOS E GESTÃO DO CONHECIMENTO: ANÁLISE DAS EXPERIÊNCIAS DE ORGANIZAÇÕES BRASILEIRAS E PORTUGUESAS“. Aproveitem essa leitura.

Intranet: Casos de sucesso – HSBC

O HSBC realizou um trabalho de diagnóstico (análise da maturidade dos colaboradores) e implantação de uma intranet corporativa vislumbrando um ambiente colaborativo na empresa, e esse sendo uma importante ferramenta de produtividade.

Após duas fases de diagnósticos foi realizada o aprimoramento do portal já existente em busca de maior governança nos processos, produtividade, interação entre os aproximadamente 3500 colaboradores espalhados por todo o território nacional e qualidade em tecnologia da informação.

Com a evolução a intranet tornou-se mais colaborativa com foco em aprendizado, inovação e compartilhamento.

O diferencial do modelo do HSBC sao os sites departalmental e a comunidade interna criada para apoximar as relações.

Abaixo compartilho o Slide Share que exemplifica e aprofunda os comentários acima realizados.

Boa leitura!

Intranet: Possibilidades de implementação existentes no mercado

Hoje o mercado oferece algumas possibilidade para implementação de uma intranet. Abaixo segue algumas propostas de empresas especializadas no mercado para que possamos ampliar nossa visão sobre a importância desta ferramenta no mercado organizacional e também quais os opcionais para deixar cada vez mais evoluída a ferramenta:

Portal Intranet:

Taugor Intranet:

MMCafé:

Existem ferramentas acessíveis (ou gratuitos):

Share Point da Microsoft:

Zyncro

Google App for Work

Bitrix24

Os conteúdos são muito interessantes e apresentam várias possibilidades para você adequar a necessidade de sua empresa.

Aproveitem!